Arquitetura

Publicado em Categoria Arquitetura

ONU-Habitat apoia evento sobre Planos Diretores Participativos e ODS

O ONU-Habitat está apoiando institucionalmente o Ciclo de Debates Fundamentos para as Cidades 2030, organizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina (CAU/SC) e realizado em quatro encontros online entre os meses de junho e agosto.

O ONU-Habitat está apoiando institucionalmente o Ciclo de Debates Fundamentos para as Cidades 2030, organizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina (CAU/SC) e realizado em quatro encontros online entre os meses de junho e agosto.

O Ciclo tem como objetivo a divulgação do Manual Orientativo Fundamentos para as Cidades 2030, um projeto do CAU/SC para contribuir com a realização de Planos Diretores Participativos alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Outro objetivo é a conscientização da importância das políticas públicas urbanas; e a divulgação da Carta do CAU/SC aos(às) candidatos(as) às eleições de 2020, que tem como intuito reforçar junto aos futuros governantes a urgência de implementação das ações que foram debatidas durante o evento em seus respectivos municípios.

O primeiro encontro do ciclo abordou “As políticas de planejamento urbano e os ODS”, e contou com a participação de Rayne Ferretti Moraes, oficial nacional para o Brasil do ONU-Habitat. Na ocasião, ela discutiu a “Importância das políticas públicas urbanas alinhadas aos ODS.

Também houve a participação do urbanista Carlos Leite, coordenador do Núcleo de Urbanismo Social, Laboratório de Cidades, Insper-Arq.Futuro, sobre “Cidades Sustentáveis e Inclusivas: discurso x prática”.

“Este evento coroa um projeto que vem sendo desenvolvido há bastante tempo pelo CAU/SC, o Fundamentos para as Cidades 2030, e marca o posicionamento do Conselho em relação à urgência das políticas públicas urbanas a serem adotadas com seriedade e a necessidade de estarem alinhadas à Agenda 2030″, explicou Daniela Sarmento, presidente do CAU/SC.

“Nesse sentido, é de fundamental importância o apoio do ONU-Habitat, especialmente para podermos amplificar este conteúdo em um momento tão delicado como este que estamos vivendo.”

“Entendemos que este conteúdo reforça a importância do papel do(a) arquiteto(a) e urbanista como profissional estratégico para o desenvolvimento urbano e esperamos que este conteúdo possa servir como uma oportunidade de capacitação para todos os atores que constroem, fazem a gestão e vivem a cidade.”

Para Rayne Ferretti Moraes, iniciativas como esta são importantes porque contribuem para a divulgação e o fortalecimento do ODS 11, cuja responsabilidade de monitoramento é do ONU-Habitat.

Para ela, também é importante porque apresentam roteiros e boas práticas de como alinhar as agendas globais de desenvolvimento, como a Agenda 2030 e a Nova Agenda Urbana, aos instrumentos locais de planejamento urbano, de modo que eles sejam construídos de forma participativa e orientados em prol de cidades inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis.

Acesse o vídeo do primeiro encontro no canal do Youtube do CAU/SC.

Próximos encontros do Ciclo de Debates Fundamentos para as Cidades 2030*

08/07: O processo de elaboração de Planos Diretores Participativos – Elaboração, Revisão, Participação, Tramitação, Implementação
Horário: 14h às 16h
Convidadas: Margareth Matiko Uemura (Instituto Pólis) e Betânia Alfonsin (IBDU).

22/07: Aplicação dos ODS na prática do planejamento urbano
Horário: 14h às 16h30
Convidados(as): Instituto COURB; Representante da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e Cid Blanco (METRODS).

05/08: Os desafios na realização das políticas urbanas pelas Prefeituras e a Agenda 2030
Horário: 14h às 17h30
Convidados(as): Sisi Blind (Prefeita de São Cristóvão do Sul/SC), Márcia Lucena (Prefeita de Conde/PB) e Claudio Acioly ((ex-Diretor do Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) da União Europeia).

*Programação sujeita a alterações.

Para mais informações, acesse: https://www.causc.gov.br/noticias/cau-sc-promove-ciclo-de-debates-fundamentos-para-as-cidades-2030/


Iraci Helena de Oliveira Falavina

Nesta terça-feira, 16 de junho, a UNIDAVI (Centro Universitário para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí) vai realizar uma palestra on-line sobre a técnica enxaimel. A arquiteta, professora e pesquisadora Angelina Wittman vai ministrar as conclusões de uma pesquisa de mais de 25 anos sobre do método de construção.

A palestra “A evolução histórica da técnica construtiva enxaimel na Alemanha e no Brasil” acontece pelo Google Meet, às 20h. Para acessar a transmissão, você pode usar o seu telefone para ler o código QR na imagem desse post ou entrar no link meet.google.com/hah-ajvq-djm.


Iraci Helena de Oliveira Falavina

O Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) está realizando um estudo para identificar colaborar na avaliação e classificação de imóveis com valor cultural na cidade. Para isso, o Serviço de Patrimônio Histórico, Artístico e Natural (SEPHAN) desenvolveu três questionários, em diferentes complexidades, a fim de receber contribuições de todos os setores da população.

O Questionário Simplificado, voltado a “qualquer pessoa que conhece ou tenha interesse em conhecer Florianópolis”, vai auxiliar o SEPHAN a entender quais os valores culturais são mais reconhecidos pela população em geral e compreender quais motivos levam uma pessoa a ter interesse em visitar um monumento.

O Questionário Intermediário tem como público-alvo estudantes de cursos de arquitetura, engenharias, museologia, história e afins; profissionais da área da construção civil, restauro, história, legislação; pessoas com interesse na área do patrimônio cultural e proprietários de imóveis que são patrimônios culturais. As respostas deste irão colaborar com a compreensão dos valores culturais mais reconhecidos dentre essas pessoas, ou seja, qual o critério para identificar um bem cultural.

O Questionário Avançado é destinado a profissionais que tenham experiência ou interesse na área de patrimônio histórico, como arquitetos com experiência ou especialização; restauradores; arqueólogos, pesquisadores e afins. Este questionário é importante para que o SEPHAN compreenda quais os valores culturais mais reconhecidos por profissionais da área com experiência ou interesse em patrimônio histórico.

A arquiteta e gerente do SEPHAN, Marilaine Schmitt, junto ao arquiteto Luciano Portella, vão participar de uma transmissão ao vivo na terça-feira, 09/06, às 20h, pelo Instagram do IPUF. A live tem como objetivo tirar dúvidas sobre o estudo e os questionários. Para acessar, basta visitar o perfil @ipuf.oficial no dia da transmissão.


Iraci Helena de Oliveira Falavina

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e o Instituto Semeia lançaram nesta quinta-feira (21) a publicação Parques para Todas e Todos – Sugestões para a implantação de parques urbanos com perspectiva de gênero. O guia contém diretrizes e sugestões para arquitetar parques que atendam a necessidades de diferentes gêneros e foi apresentado durante uma live do Instituto. A elaboração do documento teve apoio do ONU Mulheres e Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

A cartilha se divide em três partes: “Perspectiva de Gênero” apresenta o conceito e expõe a necessidade de empregá-lo no planejamento urbano. Em “Recomendações para Parques Urbanos“, há orientações que abordam desde a contratação de empresas para execução das obras e planejamento até a linguagem em campanhas. E por fim, “Recomendações para parcerias com a iniciativa privada” aconselha a respeito das oportunidades de debater gênero na formação de contratos.

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) é um organismo operacional das Nações Unidas que busca auxiliar na prestação de assistência humanitária, além das intervenções em favor da paz e segurança. O Instituto Semeia é uma organização brasileira que tem como objetivo desenvolver projetos que se atentem às conservações ambiental, histórica e arquitetônica de parques públicos.

.:.Faça download do documento aqui.:.


Iraci Helena de Oliveira Falavina

Imagem: CAU/RJ

A arquitetura vem auxiliando o setor da saúde, ao planejar e executar de forma rápida estruturas de emergência para o combate ao coronavírus. A lembrança foi resgatada pelo presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA), Thomas Vonier. Em carta dirigida às organizações associadas no mundo inteiro, o arquiteto lembrou que a UIA foi fundada em meio a outra calamidade: a Segunda Guerra Mundial.

O presidente comentou sobre os princípios dos arquitetos fundadores que enxergavam a profissão como uma força para o bem estar social. Por fim, Vonier adiciona que este é o reforço que a sociedade precisa no momento atual. A arquitetura tem o poder de reconstruir e recuperar o que precisa de assistência.

Leia a tradução completa da carta:

Caras seções membros da UIA,

Quando arquitetos criaram a União Internacional dos Arquitetos (UIA) em 1948, o mundo ainda estava se recuperando do pior evento que podemos lembrar: a Segunda Guerra Mundial. Nessas condições difíceis, os primeiros líderes da UIA viam a arquitetura como uma grande força na busca pelo bem social, capaz de guiar a reconstrução moderna de cidades em ruínas.⠀

O primeiro presidente honorário da UIA, August Perret, liderou a reconstrução de uma cidade inteira devastada por bombardeios aéreos – Le Havre, hoje Patrimônio Mundial da UNESCO.⠀

A UIA foi a primeira organização internacional de arquitetura a chamar atenção para os prejuízos globais causados pelo desenvolvimento indiscriminado e pelo uso abusivo de recursos naturais. Todas as declarações da UIA defendem a erradicação de habitações insalubres. A UIA abriu caminho para a UN Habitat e outras grandes instituições que trabalham para elevar a condição humana.⠀

Desde a sua fundação, a UIA tem sido a força internacional da profissão, estimulando arquitetos e arquitetas a trabalharem em uma aliança apartidária em direção a um mundo melhorado através do projeto. E é disso que precisamos hoje – primeiro, ajudar o mundo a combater firmemente a pandemia fatal, e, em seguida, ajudar as comunidades a se recuperarem e se reconstruírem, aplicando aprendizados que ajudarão a evitar futuras catástrofes ambientais e de saúde.⠀

A UIA continuará atuando como uma força positiva de liderança – para começar, compartilhando as melhores orientações disponíveis sobre a construção e o reaproveitamento de instalações para usos médicos emergenciais.⠀⠀

Hoje, assim como em 1948, os arquitetos e arquitetas devem se unir a serviço da sociedade, trazendo uma perspectiva e uma visão globais. Como a organização internacional da profissão, é nosso papel destacar pesquisas relevantes, promover o compartilhamento de informações e advogar por boas políticas”.

Thomas Vonier

União Internacional dos Arquitetos (UIA)


Comunicação CAU/SC

A Caixa Econômica Federal publicou Edital de Credenciamento para empresas especializadas em Engenharia, Arquitetura, Agronomia e Geologia interessadas em prestar serviços nas áreas de saneamento, infraestrutura e habitação.

As empresas que preenchem os requisitos determinados no edital do banco público ficam habilitadas a contratação direta para serviços da sua área específica. Outra vantagem para a empresa de arquitetura credenciada à Caixa é que não há termo de exclusividade, o que permite conciliar a prestação de serviço com outros empregos ou atividades.

Para participar, a empresa precisa realizar previamente o procedimento de cadastro no Portal de Licitações CAIXA (www.licitacoes.caixa.gov.br) e, em seguida, realizar a Certificação da documentação necessária em uma agência da CAIXA.

O cadastramento tem prazo indeterminado. No entanto, a certificação tem vigência de um ano. Após este prazo, o procedimento deve ser renovado caso o profissional ou escritório siga interessado em futuros contratos pela CAIXA.

Os documentos requeridos para a qualificação técnica e todas as informações estão disponíveis no edital. Veja como acessar:

Passo-a-passo:

1 – Acesse o portal www.licitacoes.caixa.gov.br
2 – Identifique o campo “Pesquisa de Certame”
3 – Selecione a modalidade “Credenciamento/Pré-Qualificação”
4 – preencher o campo “Procedimento” com o número 1989


Publicado em Categoria Arquitetura

Escritório de arquitetura alcança menções honrosas em concursos nacionais

Comunicação CAU/SC

Proposta para sede do CAU/TO prevê uso do pré direito duplo na entrada, pátios externos ajardinados e filtros de luz oportunizados por um cobogó cerâmico | FOTO: Divulgação

Uma equipe de arquitetos e urbanistas, ligados ao escritório Via Arquitetura, de Joinville, conquistou a segunda menção honrosa em concursos nacionais do setor: o concurso para a sede do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do estado do Tocantins e o concurso Weefor, promovido por uma incorporadora e realizado pela AsBEA/PR.

Em dezembro do ano passado, a equipe do escritório Via Arquitetura, composta pelos arquitetos Eduardo Baptista Lopes, Eduardo João Berté, Marcelo Galafassi, Carolina Rocha Carvalho e Nedilo Xavier Pinheiro Junior, teve projeto selecionado no concurso entre os estudos preliminares apresentados para a nova sede do CAU/TO. O projeto mereceu uma das três menções honrosas concedidas pelo concurso. O vencedor foi o escritório mineiro Arquitetos Associados, seguido dos escritórios NV Arquitetura Eireli (2º lugar) e 0E1 Arquitetos (3º). Além da Via Arquitetura, mereceram menção honrosa os escritórios Conceito Arquitetura e Sauermartins Arquitetos.

Na seleção das propostas, o CAU/TO levou em consideração aspectos econômicos, legalidade e sustentabilidade em todas as fases da implantação da edificação. A comissão julgadora observou critérios como valorização da acessibilidade e dos espaços públicos, soluções de conforto térmico e eficiência energética, viabilidade técnico-construtiva e orçamentária e economia e eficiência na manutenção. Segundo o arquiteto Eduardo Baptista Lopes, o projeto da Via Arquitetura procurou ainda prestigiar aspectos culturais locais. “A nossa proposta destacou-se ao resgatar o uso do bloco cerâmico maciço na fachada, disposto de forma parametrizada, remetendo ao trançado indígena característico do Estado”, afirma.

Frontal do projeto para o concurso Weefor | Foto: Divulgação

A segunda menção honrosa conquistada pela equipe dos arquitetos Eduardo Baptista Lopes, Eduardo João Berté, Gustavo Peters de Souza e Nedilo Xavier Pinheiro Junior  foi no concurso 1° aberto de Arquitetura, que selecionou projeto arquitetônico para um empreendimento residencial em Curitiba/PR. O destaque apontado pela comissão julgadora foi a leitura dinâmica e contemporânea atribuída à fachada. “Ao desenvolvermos o projeto, repensamos em todos os espaços, todas as funções do edifício, buscando sempre o disruptivo, o inovador”, conta Eduardo Baptista Lopes.

A equipe apostou na multiplicidade de uso dos espaços, propondo zonas de permanência nas circulações horizontais, o uso da cobertura como estufa para hortas orgânicas e aeroporto de drones. Áreas como salões de festas, academia e outros espaços de uso comum foram distribuídas entre os pavimentos, estimulando as relações sociais. A proposta para a garagem também é inovadora, oferecendo a possibilidade de implantar nas vagas áreas de escritórios, oficinas, ateliês e outras iniciativas caso o morador não utilize automóvel. “O importante é a crítica que fizemos aos espaços de uso comum do edifício, e como podíamos transformá-los em áreas ainda mais vivas e produtivas”, aponta o arquiteto.


Publicado em Categoria Arquitetura

Corpo de Bombeiros promove Workshop de Segurança Contra Incêndio em Içara

Comunicação CAU/SC

Em celebração à Semana de Prevenção a Incêndios e ao Dia Nacional do Bombeiro, celebrado em 2 de julho, o 4º Batalhão Bombeiro Militar promove o “Workshop de Segurança Contra Incêndio” nos dias 1º à 3 de julho, na cidade de Içara. A programação foi dividida por áreas de interesse e as inscrições podem ser realizadas por profissionais (civis) e militares através de formulário online. O evento tem como objetivo discutir melhorias de Segurança Contra Incêndio na região do 4º BBM, com a apresentação de desafios e providências  para resolvê-los. Através do formulário, também podem ser registradas sugestões de melhorias para o processo de regularização, encaminhadas pelos participantes.

Programação:

O primeiro dia do workshop será dedicado aos responsáveis técnicos (engenheiros e arquitetos); o segundo aos proprietários, administradores e síndicos e o terceiro dia será reservado aos contabilistas. As vagas são limitadas e cada participante pode se inscrever em um, dois ou nos três datas do evento, bastando apenas marcar os dias de interesse.

1º de julho: Voltado aos responsáveis técnicos pelos Projetos Preventivos Contra Incêndio, com apresentação dos principais motivos de indeferimento de projetos em 2018 pelo quartel de Içara, orientações para evitá-los e como a Segurança Contra Incêndio tende a evoluir no Estado catarinense com a nova doutrina desenvolvida.

2 de julho: Será explicado como funciona a perícia de incêndios e explosões realizada pelo CBMSC, para que ela serve e como contribui para a melhoria da Segurança Contra Incêndio. Também será abordada a segurança contra incêndio para condomínios residenciais multifamiliares, conteúdo voltado principalmente para moradores, síndicos e administradores destes empreendimentos, visando conscientizá-los de que os sistemas e medidas de segurança exigidos pelo CBMSC são para que eles próprios utilizem, combatendo princípios de incêndio antes que evoluam para um sinistro maior.

3 de julho: Tem como público alvo os responsáveis pelas solicitações e entradas de processos para regularização junto ao CBMSC, especialmente contadores, para orientá-los sobre como realizar de maneira correta as solicitações junto ao órgão e acelerar o processo.

Workshop: Contribuições para melhoria da Segurança Contra Incêndio
Dias 1º, 2 e 3 de julho de 2019
Auditório da Cooperaliança
Rua Ipiranga, 333, Centro de Içara.

Dúvidas sobre as inscrições podem ser esclarecidas com o 4º Batalhão Bombeiro Militar, com sede em Criciúma: Telefone: (048) 3403-1550.

Dúvidas relacionadas a assuntos abordados no Workshop podem ser registradas diretamente no formulário, disponível em: https://bit.ly/2LfPy6N.

Fonte: CBM


Publicado em Categoria Arquitetura

Atuação profissional é tema do IAB Talk, em Criciúma

Comunicação CAU/SC

O Instituto de Arquitetos do Brasil – núcleo Criciúma promove no dia 13 de junho mais uma edição do IAB Talk. O evento, que acontece a cada três meses com o intuito de fomentar discussões de interesse dos profissionais debaterá desta vez o tema Atuação Profissional. Veja quem são os convidados do debate, que será mediado pela arquiteta Vânia Búrigo, ex-presidente do IAB – SC:

Os ingressos custam R$ 20 e R$ 15 para estudantes e associados. As inscrições são feitas neste link

 


Publicado em Categoria Arquitetura

Código de Ética orienta sobre a formalização de contrato de trabalho

Ana Araujo

A formalização dos serviços arquitetônicos e urbanísticos é um dever previsto no código de ética profissional. A orientação é da Comissão de Ética e Disciplina do CAU/SC.

Confira o que diz o Artigo 4.2.10 do Código de Ética e Disciplina do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil:

O contrato entre o profissional e o contratante deve definir as especificações da obra (concepção, construção etc.) e o que mais se refira às suas atividades, tarefas, trabalhos. O termo também pode evitar possíveis contestações, controvérsias ou conflitos litigiosos.

Para orientar os profissionais sobre a produção de contratos de serviço, a Gerência Técnica do CAU/SC produziu uma série de vídeos que estão disponíveis no canal do CAU/SC no Youtube. Divididos em quatro episódios, os audiovisuais alertam sobre temas como a qualificação das partes, as obrigações do contratante e contratado, propriedade intelectual, condições de remuneração, prazo de duração, acordo de confidencialidade, extinção e rescisão contratual.

Confira!