Publicado em

Com tantas ferramentas à disposição, o CAU/SC identificou que é momento de se adaptar aos avanços tecnológicos. A fim de estabelecer mais um meio de aproximação com os arquitetos e urbanistas catarinenses, a partir de setembro, o Conselho passa a atender também por mensagens via WhatsApp.  Dúvidas sobre RRT – (Registro de Responsabilidade Técnica), anuidade, CAT – (Certidão de Acervo Técnico), Registro Profissional e Registro de Empresa, são algumas das solicitações que poderão ser atendidas pelo aplicativo.

O recurso já está disponível desde o dia 8 de setembro. Conforme dados da supervisão de atendimento do CAU/SC, em poucos dias de funcionamento, os contatos pelo aplicativo já representam cerca de 20% dos atendimentos totais. A equipe ainda aponta que o aplicativo teve sua maior interatividade na última terça-feira, 18 de setembro, quando 18 mensagens foram atendidas.

O supervisor técnico do setor de atendimento do CAU/SC, Felipe Wagner, afirma que o intuito da iniciativa é promover um atendimento ágil, prático e eficiente, e aponta a facilidade de operação do sistema como um aliado à produtividade dos operadores. “Nossa expectativa é que o atendimento via WhatsApp agilize os atendimentos e possibilite à equipe focar na análise dos processos em andamento, diminuindo também o tempo de solução”, ressalta Wagner.

Através do recurso, poderão ser feitas solicitações referentes ao atendimento técnico, como dúvidas sobre RRT, Anuidade, CAT (Certidão de Acervo Técnico), Registro Profissional, Registro de Empresa, entre outras.

Dúvidas sobre fiscalização ou referentes ao setor administrativo do CAU/SC deverão ser feitas em outros canais de atendimento.

WhatsApp é a rede social mais usada no Brasil

Recentemente, um levantamento da Conecta, uma plataforma web do grupo Ibope apontou que o WhatsApp é a rede social mais usada no Brasil. A pesquisa foi feita com 2.000 brasileiros no mês de junho. Os dados coletados demonstraram que o sistema de mensagens instantâneas está instalado nos celulares de 91% dos internautas que responderam a pesquisa.