Publicado em

EAD em Arquitetura, carta dos arquitetos aos candidatos das eleições municipais 2020, medidas para coibir o exercício ilegal da profissão. Estes e outros temas foram debatidos pelos conselheiros e conselheiras do CAU/SC durante a 101ª Plenária Ordinária, realizada em 13 de março. As plenárias ordinárias são os principais espaços de debate dos temas que dizem respeito ao cotidiano dos arquitetos e urbanistas. 

Confira alguns destaques:

Exercício ilegal – A Gerência de Fiscalização vem adotando medidas para coibir e punir o exercício ilegal da profissão. Diante das constantes denúncias de oferta de serviços de arquitetura e urbanismo por pessoas sem registro profissional, a Gerfisc desenvolveu um Procedimento Operacional Padrão para padronizar a apuração deste tipo de infração.

Formação – Desde o ano passado, a Comissão de Ensino e Formação do CAU/SC vem discutindo um posicionamento oficial do CAU/SC sobre a formação EAD em Arquitetura e Urbanismo. A iniciativa procura agir diante do aumento do número de cursos desta modalidade. Na mesma linha do CAU/BR, a CEF-CAU/SC entende que as experiências vigentes até o momento são insuficientes para atender bases necessárias do ensino da AU. O tema foi discutido durante a 101ª Plenária.

Experiências em Athis – A Comissão Especial de Assistência Técnica em Habitação Social (CATHIS-CAU/SC) está realizando uma pesquisa para coletar experiências voltadas para habitação de interesse social desenvolvidas no estado de Santa Catarina. Através de um formulário on-line, arquitetos e urbanistas, servidores e gestores públicos, acadêmicos, integrantes de movimentos populares e representantes de toda a sociedade civil  poderão relatar projetos que viabilizaram moradias com a assistência técnica de arquitetos e urbanistas. As histórias enviadas até o dia 24 de abril poderão ser documentadas em livro.

Cidades para as mulheres –  A presidente do CAU/SC, Daniela Sarmento, fez um relato das principais ações desenvolvidas pelo CAU/SC e pelo CAU/BR para fortalecer a atuação das arquitetas dentro do sistema CAU e valorizar a perspectiva das mulheres sobre as cidades. Na semana passada, a presidente participou do Ciclo de Debates Cidades Inclusivas para Mulheres em São Paulo. Integrante da Comissão Temporária de Gênero do CAU/BR, Daniela apresentou o histórico das outras etapas do evento realizados até o momento. “Há um amadurecimento do debate e o fortalecimento da nossa rede, com participação de arquitetas também da Argentina. Com estas ações, estamos elaborando as propostas para a política nacional de equidade de gênero”, relatou. Veja aqui as ações do CAU/SC no mês do Dia Internacional da Mulher

O evento foi transmitido ao vivo pelo canal do CAU/SC no Youtube. Acesse aqui

.:.Veja mais imagens da 101ª Plenária .:.


Deixe seu comentário