Lívia Schumacher Corrêa

Imagem: Fundação Catarinense de Cultura

A arquiteta e urbanista Suzane Albers Araujo será uma das oito pessoas agraciadas com a Medalha de Mérito Cultural Cruz e Sousa, concedida anualmente pelo Conselho Estadual de Cultura (CEC-SC), órgão da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). A cerimônia de entrega da honraria será no dia 24 de novembro, aniversário do poeta Cruz e Sousa.

Integrante da Câmara Temática: Cidades, Patrimônio de Todos do CAU/SC, Suzane é Presidente da Associação Catarinense de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais. Ela foi uma das arquitetas e urbanistas responsáveis pelo restauro da Casa de Câmara e Cadeia, construção histórica de 1771 localizada no centro de Florianópolis.

Para chegar aos nomes, os conselheiros do CEC-SC analisaram 68 indicações online da sociedade civil. A lista final foi escolhida após apresentação e defesa de cada um dos concorrentes durante a reunião do Conselho, que, em votação secreta, nomeou os homenageados.

Além de Suzane Albers, foram escolhidos Acyr Osmar de Oliveira, Darling Quadros, Lélia Pereira Nunes, Malinverni Filho (in memoriam), Marcondes Marchetti, Nedi Terezinha Locatelli e o Teatro Biriba (Pessoa Jurídica). Os honrados são das mais diversas áreas culturais, como cinema, literatura, artes visuais, teatro e folclore.

A nomeação de uma arquiteta e urbanista especializada em restauração é simbólica para reconhecer a importância da preservação de patrimônio histórico, cultural e arquitetônico. O CAU/SC trabalha para alcançar este reconhecimento, como foi o caso da campanha no Dia do Patrimônio Histórico Social, que teve participação direta da homenageada.

Casa de Câmara e Cadeia após a restauração, finalizada em 2018. Atualmente, a edificação abriga o Museu da Cidade. Foto: IPHAN

Deixe seu comentário