Eleições do CAU: Presidentes do CAU/BR e do CAU/DF explicam o Conselho

Como foi criado o CAU, suas funções, estrutura e muitas outras informações para arquitetos e urbanistas

Publicado em

presidentes cau/br e cau/df explicam o conselho

 

Com a proximidade das Eleições do CAU, que acontecem em 31 de outubro, o IAB-DF convidou os presidentes do CAU/BR. Haroldo Pinheiro, e do CAU/DF, Alberto de Faria, para um bate-papo com arquitetos e urbanistas sobre os objetivos e o funcionamento do conjunto autárquico. Eles falaram dos dias que antecederam a criação do Conselho, os princípios que norteiam seu funcionamento, as principais características que o diferenciam do IAB e dos sindicatos e como é o dia-a-dia dos conselheiros. O debate contou com a participação de mais de 50 arquitetos e urbanistas e foi mediado pelo presidente do IAB-DF, Célio Melis.

01. Veja no vídeo abaixo as explicações do presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, sobre os princípios fundadores do CAU, como a presença em todo o território nacional e o compartilhamento de tecnologias entre os CAU/UF. “O Tribunal de Contas da União tem enaltecido para os demais conselhos as práticas do CAU, como um exemplo”, afirma. Já Alberto de Faria detalha como se formam as chapas para as Eleições do CAU.

02. Haroldo Pinheiro também fala da importância de arquitetos e urbanistas dedicarem algum tempo de suas carreiras ao aprimoramento da profissão, participando politicamente de sua organização. Alberto de Faria lembra que o CAU é uma conquista da categoria, ao custo de muita luta dos colegas.

03. No evento realizado na sede do IAB-DF, os arquitetos e urbanistas receberam mais esclarecimentos sobre as principais diferenças entre o CAU e o CREA. “É uma outra lei, recomendo a todos os arquitetos leiam para compreender melhor essa ferramenta nova que temos para defender a profissão”, destaca Haroldo. “A última ART que registrei, paguei R$ 900. Se fosse uns meses depois, após a criação do CAU, seria de R$ 60”.

04. As diferenças entre o CAU e as demais entidades nacionais de Arquitetura e Urbanismo. “Tanto o sindicato como o IAB defendem o arquiteto, o sindicato principalmente. Os conselhos, qualquer conselho, existe para defender a profissão e a sociedade contra a má prática e a prática ilegal da profissão”, afirma Haroldo. “O conselho não deve ser uma entidade corporativista”.

05. Abordou-se ainda os chamados “princípios fundadores do CAU”, entre eles a ocupação do território nacional com conselhos em todos os Estados, a independência dos CAU/UF e a criação do Centro de Serviços Compartilhados (CSC), que reúne os sistemas de tecnologia para atender a todos os arquitetos e urbanistas com a mesma qualidade em todo o Brasil. “Esse tripé que deu condições para que os nosso recursos, parcos, fossem suficientes para podermos desempenhar bem o nosso papel”.

As Eleições do CAU acontecem no dia 31 de outubro. Todos os arquitetos e urbanistas em dia com suas obrigações com o CAU devem votar, acessando o site da votação com login e senha do SICCAU, das 0h até 23h59. Tire suas dúvidas sobre o processo eleitoral em www.caubr.gov.br/eleitoral

 

Fonte: CAU/BR