Publicado em

A sétima edição do Prêmio para Estudantes de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina recebeu novo nome e novas categorias. Agora, a Premiação Acadêmica será divida em dois momentos: O Prêmio TCC — para estudantes de Arquitetura e Urbanismo — e o Prêmio Professor — para docentes engajados no desenvolvimento de práticas inovadoras de ensino da Arquitetura e Urbanismo.

A premiação tem o objetivo de contribuir com o aperfeiçoamento do ensino nas escolas de Arquitetura e Urbanismo do Estado, buscar a valorização do profissional recém-formado e do profissional docente Arquiteto e Urbanista e trazer para o debate profissional os trabalhos e as práticas acadêmicas, analisando a relação existente entre a teoria, o ensino e a prática profissional;

Os temas especiais a serem premiados na categoria Prêmio Estudantes de Arquitetura e Urbanismo já estão definidos:

  • Tema Especial 2019: “O Lugar da arquitetura frente a catástrofes – arquitetura emergencial e/ou reconstrução das aglomerações humanas atingidas”, para trabalhos inscritos que forem desenvolvidos no segundo semestre de 2018 ou no primeiro semestre de 2019.
  • Tema Especial 2020: “Arquitetura Efêmera”, para os trabalhos inscritos que forem desenvolvidos no segundo semestre de 2019 ou no primeiro semestre de 2020.

Confira os critérios de avaliação para os trabalhos inscritos para o Prêmio TCC:

  • Pertinência do tema;
  • Partido;
  • Inserção no contexto;
  • Solução formal;
  • Coerência entre a ideia e o resultado projetual;
  • Apresentação e comunicação do projeto;

Os trabalhos inscritos na categoria Prêmio Professor passarão pelas seguintes etapas:

  • Identificação das propostas que estão aptas a serem desenvolvidas ou aquelas que necessitam de adequação para aplicação;
  • Análise da inovação do ensino pela mobilização de metodologias de pesquisa e/ou extensão;
  • Verificação da viabilidade da execução da proposta, sobretudo quanto aos aspectos econômico-financeiros e de infraestrutura;

Entre os critérios de avaliação do Prêmio Professor, estão:

  • Clareza e coerência entre as diretrizes curriculares dos cursos de arquitetura e urbanismo e a metodologia de desenvolvimento propostos;
  • Organização e clareza na apresentação da experiência, sobretudo no relato final;
  • Apresentar integração entre ensino, pesquisa e/ou extensão nas atividades realizadas;
  • Apresentar valor agregado, como participação ou organização de eventos, oficinas, elaboração de material audiovisual, elaboração de material técnico científico, site, blog ou outros;
  • Contribuir para o desenvolvimento das habilidades e competências relacionadas a profissão de Arquiteto e Urbanista.

Para mais informações, entre em contato com a Comissão de Ensino e Formação pelo e-mail cef@causc.gov.br.

.:. Leia também .:. Projeto de vilas emergenciais para atingidos por enchentes vence o 6ª Prêmio TCC


Deixe seu comentário