UIA2020

Publicado em Categoria UIA2020

Complexo da Maré é tema do Concurso Internacional de Ideias

Comunicação CAU/SC

Como parte do 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2020RIO, que ocorrerá no Rio de Janeiro, de 19 a 23 de julho de 2020, foi lançado o Concurso Internacional de Ideias Maré-Cidade. Dirigido a estudantes de Arquitetura e Urbanismo de todo o mundo, o concurso premiará projetos que proponham soluções inovadoras de arquitetura e design urbano para integrar as comunidades do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, com o restante da cidade, levando em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. O concurso é promovido pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) junto ao Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), e tem o apoio da agência ONU Habitat. As inscrições estão abertas até 30 de março de 2020.

Serão oferecidos prêmios em dinheiro – nos valores de €3 mil, €2 mil e €1 mil – aos três primeiros colocados. Outros três projetos serão destacados com Menções Honrosas, que homenagearão renomados arquitetos do Brasil – Demetre Anastassakis, Roberto Burle Marx e Luiz Paulo Conde. Todos os seis contemplados ganharão um relógio suíço da marca Mido. O anúncio dos vencedores acontecerá em 1º de junho de 2020 e as soluções ganhadoras serão apresentadas ao público durante o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, em uma exposição, a partir de 21 de julho.

O tema

O Complexo da Maré é um dos maiores assentamentos populares do Rio de Janeiro, com 16 favelas reunindo cerca de 140 mil habitantes. São mais de 40 mil moradias com diferentes morfologias arquitetônicas, que vão desde construções informais até projetos habitacionais do governo. O local escolhido para os projetos do concurso está entre o conjunto das favelas e uma importante e movimentada via expressa, a Avenida Brasil. Atualmente, o lugar é ocupado por armazéns e prédios industriais, a maioria abandonada ou em desuso. O desafio proposto pelo concurso é a busca de soluções que considerem a população local e sua conexão com a cidade.

“As favelas são definidas como territórios informais principalmente pelo não cumprimento dos códigos urbanos locais oficiais. A visão predominante de uma cidade única, regulamentada e normativa entra em conflito com a realidade constituída pelo crescimento e expansão das favelas. Resta, então, aos arquitetos e urbanistas o desafio de pensar e propor outro conceito de cidade como espaço de diferenças e diversidade”, comenta Fabiana Izaga, uma das organizadoras do concurso e integrante do Comitê Executivo do Congresso Mundial de Arquitetos.

Presidente desse Comitê, Sérgio Magalhães acrescenta que “não há alternativas para lidar com as favelas sem que seja considerada a sua relação espacial com o entorno e com a cidade formalmente construída”.

Construção coletiva

Para definir as bases do Concurso, o Comitê Executivo do UIA2020RIO contou com o apoio do Observatório de Favelas, organização da sociedade civil para pesquisa, consultoria e ação pública voltadas à redução das desigualdades sociais. “Fomos convidados a participar da elaboração do Termo de Referência que vai orientar o trabalho dos estudantes. Além de apresentar a história da Maré, procuramos explicar como se dá o uso dos espaços públicos na região, mostrar as prioridades da população local e apontar, para os participantes do concurso, caminhos de relevância e legitimidade para suas propostas”, conta Aruan Braga, diretor do Observatório de Favelas.

Sobre o retorno da iniciativa para a Maré, ele tem boas expectativas: “é um concurso de ideias e não necessariamente haverá uma aplicação prática do que for proposto, mas, muito além disso, a Maré e as favelas de um modo geral serão pensadas como referências de urbanidade. O concurso contribui para reposicionar e resignificar a Maré em nível global. Também acredito que o diálogo com pessoas de outras formações, com outras culturas e trajetórias, poderá contribuir com o trabalho que já vimos fazendo nas favelas. A diversidade é muito potente para a construção de soluções”.

Júri especial

Para compor o júri do concurso foram convidados profissionais de prestígio internacional, entre eles o colombiano Elkin Velasquez Monsalve, diretor regional da Agência das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (UN-Habitat) para América Latina e Caribe, Nadia Tromp, da África do Sul, diretora do Programa de Trabalho da UIA Arquitetura Comunitária e Direitos Humanos, e Alejandro Echeverri, que, como Secretário de Desenvolvimento Urbano de Medellín, entre 2004 e 2008, foi um dos principais responsáveis pela transformação social daquela cidade colombiana. Completam o time os brasileiros Verena Andreatta, doutora em Urbanismo e Ordenação do Território pela Universidade Politécnica da Catalunha, em Barcelona, e autora do livro Cidades Quadradas, Paraísos Circulares, e Gustavo Utrabo, do escritório Aleph Zero, autor do premiado projeto Moradas Infantis, no Tocantins.

Participantes

Poderão participar do concurso estudantes de Arquitetura de todo o mundo, desde que estejam cursando regularmente a disciplina. O concurso aceita equipes multidisciplinares de até cinco membros, porém só poderão assinar os trabalhos como autores ou coautores os estudantes de Arquitetura, Arquitetura Paisagística, Urbanismo, Design Urbano e Planejamento Urbano. Estudantes de outras áreas profissionais poderão assinar como membros de equipe, colaboradores ou consultores. Cada estudante poderá participar de apenas uma solução concorrente.

Todos os trabalhos terão que ser apresentados em inglês, idioma oficial do concurso, e deverão levar em conta a integração entre o Complexo da Maré e o restante da cidade e a relação com a Avenida Brasil, com propostas de novas conexões e cruzamentos.

O edital do Concurso Internacional de Ideias Maré-Cidade está disponível (apenas em inglês) no endereço https://www.uia2020rio.archi/concurso_en.asp#itemA1.


Publicado em Categoria Eventos

Últimos dias do primeiro lote para o UIA2020RIO

Lívia Schumacher Corrêa

Até 19 de outubro, é possível aproveitar o desconto do primeiro lote das inscrições para o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, o UIA2020RIO. O evento acontece de 19 a 23 de julho de 2020 no Rio de Janeiro, primeira cidade a ganhar o título de Capital Mundial da Arquitetura pela UNESCO e pela União Internacional dos Arquitetos. A expectativa de público é de mais de 20 mil profissionais e estudantes ligados à Arquitetura e Urbanismo.

O tema do UIA2020RIO é “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”, que pretende debater formas de pensar e executar espaços urbanos com mais justiça, democracia e sustentabilidade. Para isso, o Congresso já confirmou palestrantes como Solano Benítez, Francis Kéré, Carla Juaçaba e Elizabeth de Portzamparc. Além das palestras, ocorrerão workshops, concursos, apresentações acadêmicas, feira de negócios, entre outras atividades.

Confira a programação completa e inscreva-se neste link.


Lívia Schumacher Corrêa

Através da Mostra e Prêmio Nacional “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21”, o UIA2020 RIO, 27º Congresso Mundial de Arquitetos, vai premiar estudantes e professores de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. Os dez trabalhos selecionados receberão um diploma de distinção no evento, que acontece na cidade do Rio de Janeiro em julho de 2020.

São duas categorias do prêmio. A primeira é destinada a Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ou Trabalho Final da Graduação (TFG). Conforme as regras, o trabalho destes graduandos deve ser individual e não exclusivamente teórico. É preciso, também, que haja um professor orientador para indicação.

A segunda categoria é voltada para docentes que tenham realizado práticas pedagógicas inovadoras em Arquitetura e Urbanismo. São válidos trabalhos em grupo, mas o interlocutor com a organização da mostra deve ser indicado no momento da inscrição.

Todos os trabalhos devem estar relacionados a pelo menos um dos quatro eixos temáticos do UIA2020RIO: Mudanças e Emergências; Fragilidades e Desigualdades; Diversidade e Mistura; Transitoriedade e Fluxos. O edital, com detalhes de datas e critérios, está disponível no site do Congresso.


Publicado em Categoria Eventos

12ª Bienal Internacional de Arquitetura inicia em setembro, na cidade de São Paulo

Lívia Schumacher Corrêa

A 12ª BIA (Bienal Internacional de Arquitetura), promovida pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, acontece entre 10 de setembro a 08 de dezembro na cidade de São Paulo. O evento está dividido em duas exposições com palestras e debates: a primeira, “Todo dia”, será no Sesc 24 de Maio de 10 a 29 de setembro. A segunda, chamada “Arquiteturas do cotidiano”, ocorre no Centro Cultural São Paulo, entre 13 de setembro e 08 de dezembro.

Os curadores 12ª BIA, Charlotte Malterre-Barthes, Ciro Miguel e Vanessa Grossman, afirmam que o tema central da bienal deste ano é o destaque ao protagonismo do cotidiano na arquitetura e urbanismo do século XXI. A bienal é um dos eventos preparatórios para o 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2020, que acontecerá ano que vem no Rio de Janeiro. Assim como o IAB – São Paulo, o CAU/SC também está realizando ações preparatórias para o UIA2020, como as Oficinas de capacitação em ATHIS, o Seminário Cidades 2030 e o Ciclo de Debates das Mulheres.

Para mais informações sobre o 12ª BIA, acesse o link.


Publicado em Categoria UIA2020

Cidade do Rio de Janeiro é intitulada Capital Mundial da Arquitetura pela Unesco

Comunicação CAU/SC

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Até o próximo ano, quando sedia o Congresso Mundial de Arquitetos UIA2020, a cidade do Rio de Janeiro será a capital mundial da arquitetura. O título foi concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) nesta sexta, 18 de janeiro, na sede da entidade em Paris. É a primeira vez que uma cidade recebe este reconhecimento.

“O Rio, que se tornou referência mundial de arquitetura de qualidade em meados do século passado, e que recentemente teve sua paisagem cultural declarada Patrimônio Cultural pela Unesco, dá agora outro passo importante para o reconhecimento de seus valores arquitetônicos, urbanísticos e paisagísticos. Esperamos que as atividades e debates que acontecerão ao longo de todo o ano de 2020 no Rio, cuja paisagem é formada por contrastes não apenas geográficos mas também sociais, reforcem a compreensão, por parte da sociedade em geral, do papel dos arquitetos e urbanistas na melhoria da qualidade de vida das pessoas, e em especial daquelas que vivem em condições mais precárias”, defende o arquiteto e urbanista Nivaldo Andrade.

O UIA 2020 é promovido pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) e organizado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB). O evento acontece pela primeira vez no país e será realizado entre 19 e 26 de julho de 2020. Estão previstas atividades em locais diversos da região central da cidade, entre elas o Palácio Gustavo Capanema que receberá exposições, palestras e workshops. A expectativa é de que 25 mil arquitetos e acadêmicos de arquitetura de todo o mundo visitem a cidade durante a realização do UIA2020Rio.

Leia mais no site do CAU/BR